Como Ajudar

Apadrinhe uma criança

Seja Padrinho/Madrinha de uma criança Moçambicana e dê-lhe a possibilidade de um futuro melhor!

Como Ajudar

Faça o seu donativo

Pode fazer o seu donativo através do nosso formulário, associado aos serviços da pagamento da IfThenPay

Como Ajudar

Associe-se a um projeto

Junte-se a um grupo, fora ou dentro, da sua empresa e apadrinhe de forma total ou parcial um dos nossos projetos. Comprometemos-nos a dar com regularidade toda a informação detalhada e personalizada sobre o projeto que decidir apoiar.

Estudamos melhor de barriga cheia!

Este ano no projecto de Apoio ao Estudo em São Vicente Paulo há uma novidade muito especial: o já habitual lanche de pão com jam e sumo, passou a ser uma refeição mais nutritiva! A forte seca que se tem feito sentir na região do Chokwé, trouxe com ela a fome e mais dificuldades financeiras para as famílias. As machambas (hortas familiares) não têm produzido, a terra está muito seca e os preços da comida estão muito altos.  

No início do ano escolar, a Irmã Alice (Parceira UPG em SVP) alertou-nos para esta situação: “A zona Sul e Centro de Moçambique está a debater – se com uma forte estiagem pois desde 2014 não há precipitação que favoreça a produção agrícola. Hoje a fome está a ser uma realidade incontrolável.
O mês de Outubro esperava – se chuva pois é o tempo em que inicia a sementeira, e por falta desta, agora grassa a fome. Uma inquietação pairou em mim, porque a este ritmo, temo que as crianças comecem a faltar a escola ou mesmo a sala de apoio ao estudo, por procurarem meios de sobrevivência vendendo plásticos, crédito e outras espécies comerciáveis de pequena envergadura a procura de um prato de comida. Creio que se optarmos por esta segunda alternativa seria mais viável, pois, seria um forte atractivo para continuarem na escola e assim garantir – se o sucesso nos seus estudos.”  

Para saciar a fome das nossas crianças e garantir que permanecem na Escola e não deixam de estudar, a UPG reforçou a alimentação das crianças no Apoio ao Estudo. Este projeto passa a ter então um custo anual de 16€ por criança, mas garantimos que 174 crianças não desistem da escola e continuam a estudar, de barriguinha cheia!”

Doar aqui!

Continue a ler sobre