A UPG assinala o dia da Mulher com uma homenagem sincera a todas as mamãs e meninas UPG em Moçambique. Os vários projectos financiados pela UPG, para além de procurarem combater a pobreza, ambicionam diminuir a diferença de género em Moçambique.    

A UPG tem em Stª Luísa de Marillac um projecto ambicioso de alimentação escolar, que para além de melhorar a assiduidade escolar pelo incentivo de uma refeição e melhorar o rendimento escolar ao reduzir a fome, promove a igualdade de género, uma vez que habitualmente as meninas ficam ausentes para cozinhar.

Também os furos de água, permitem melhorar a qualidade de vida de mães e meninas, através de um bom acesso a fontes de águas seguras, uma vez que são elas que habitualmente percorrem distâncias a pé até 2h e meio dia de tempo de espera.   A UPG tem presente que a educação é a melhor arma para quebrar o ciclo de pobreza, independentemente da idade, por isso financia aulas de Alfabetização a mamãs, em comunidades desfavorecidas e sem escolaridade, oferecendo conceitos básicos de escrita, leitura e matemática para grupos comunitários de c.50 pessoas. 

A UPG oferece cursos locais e de acesso grátis, com um lanche matinal, a jovens e adultos com o sonho de aprender a ler. Maioritariamente de origem Bantu, falam changana em casa e não dominam a língua portuguesa. A maioria são jovens mães que abandonaram os estudos ainda meninas para tratarem de filhos ou irmãos.

Por €1’750 anuais – c.€33 por beneficiário – a UPG paga materiais, formadores, alimentação e outros custos para ensinar um adulto a escrever durante um ano.

A educação básica de jovens adultas aumenta a sua empregabilidade e auto-estima com impacto direto na educação dos filhos. Mães alfabetizadas transmitem aos filhos a importância da educação. Queremos reduzir o analfabetismo nos adultos, a disparidade do género no acesso à educação e quebrar o ciclo da pobreza nestas comunidades.   Apoie as mamãs e as meninas UPG – leve uma Grande Ajuda a Moçambique!