Com a pandemia alguns projetos atrasaram-se, nomeadamente a construção das casas dos Afilhados UPG Nomisa e Albino. Parte do programa de Apadrinhamento em Santa Luísa de Marillac, a Nomisa (13 anos) e o Albino (16 anos) viram as suas casas serem totalmente renovadas.

Com a ajuda do Mestre Vasco e dos seus trabalhadores, as construções duraram cerca de dois meses e compreendem uma nova latrina e uma casa, com três divisões. Agora, ambas as famílias têm um novo lar com condições e que promovem uma melhor qualidade e dignidade de vida.

Cada casa e latrina para cada criança UPG custa c.€4’500.